Biblioteca Policial: Estudos sobre Defesa e Segurança Social no Brasil
 
Recebidos

29/11/2011 A felicidade de se ver veiculado um artigo de autoria própria, é gratificante e estimulante, faz-nos pensar nas possibilidades e nas perspectivas de se questionar o inefável sentimento de capacidade construtiva, que nos leva ao crescimento como pessoa e como humanidade, valores e virtudes propiciadores de inesgotáveis sabores da criação, seja como agente contemplativo das palavras ou como agente espectador do novo, ávido por novas palavras e novos pensamentos. Um agente sempre pronto a receber estímulos, no vasto mundo do pensamento sobre segurança pública, focando o seu ideal na grandiosidade do tema e na facilidade de se construir idéias que levam ao crescimento da ciência que se apropria em nosso ser e na nossa profissão, sentimentos construídos a partir de uma origem única, mas eternamente gratificante. Agradeço aos idealizadores pela oportunidade e pelo espaço. Gott Sein Danke. Carlos Alberto da Silva, Major PMMG QOR/Asp/87 Novidade - Artigos Policiais

 

29/07/2011 Caro amigo Amauri. Acessei a Biblioteca Policial. Quero parabenizá-lo e ao companheiro Emílio pela brilhante idéia. Não houve surpresa, pois conhecemos muito bem os atores. A você e ao Emílio meus sinceros cumprimentos. Hely Araújo, Coronel PMMG

 

29/072011 Senhores Idealizadores, Construir um site é tarefa simples, qualquer aplicativo o concebe de forma "on line", no entanto fazer desse site um espaço de construção de idéias é tarefa complexa e que exige, em muitos momentos, abrir mão das suas convicções e imergir no pensamento alheio, tirando conclusões que nem sempre são as que gostaríamos de compartilhar. O pensamento científico é algo que se concebe a partir da observação do ambiente, com tênues, mas necessárias, contigências do método. Às vezes, quando alguém exprime uma idéia, tolhemos a sua conclusão e passamos a expressar o nosso sentimento, antes mesmo do interlocutor completar o seu ponto de visto, criamos vertentes para contrapor os pensamentos e as idéias alheias, como se as nossas idéias fossem a razão da existência do universo. Espero, de forma humilde, que este espaço que se cria neste momento, possa, e eu tenha certeza acontecerá, se materializar como um espaço que contemplará o pensamento sobre a Defesa Social – expressão cunhada nos submundos da resistência francesa, durante a segunda guerra mundial, como alternativa do cidadão para contrapor o despotismo do Estado -. Tenho certeza de que muitos autores construirão belos pensamentos, teorias e certezas sobre o tema e em muito contribuirão para o crescimento do debate e o aprimoramento das questões relativas à Defesa Social. Os meus sinceros e profundos votos de êxito. Carlos Alberto da Silva, Major PMMG QOR/Asp/87

 

 

09Jul2011. Capitão Marcio Jeremias Simão, Chefe da Seção de Recursos Humanos do Comando de Policiamento da Capital, Belo Horizonte. Aproveito o ensejo para parabenizá-los pela excelente iniciativa de se criar este site, que tanto contribuirá para a disseminação dos conhecimentos adquiridos por muitos militares, mas que, por falta de oportunidade de divulgação, ficam represados apenas no 'eu' criador. Humildemente, me coloco à disposição de V. Sas. para contribuir nesta brilhante obra.

27Mai2011. César Luiz DALRI, Coronel PM Diretor de Instrução e Ensino. Cumprimentando-os inicialmente, parabenizo os nobres Oficiais Cel pela iniciativa, rogando ao Grande Arquiteto do Universo o sucesso do site - biblioteca e que a biblioteca possa atingir os seus objetivos. Estamos divulgando na rede da Polícia Militar de Santa Catarina, para que os policiais militares tenham conhecimento e possam acessar, conhecer, utilizar e de alguma maneira colaborar com a belíssíma e importante iniciativa. Parabéns, sucesso.

25Mai2011. Paulo Jaenicke, Coronel PMMG QOR. Prezados Coronéis Amauri e Lúcio Emílio. Hoje naveguei pelo site bibliotecapolicial. Que iniciativa estupenda a de vocês em idealizá-lo, considerando a sua importância na divulgação de polícia para o público interno e, sobretudo, para o externo que necessita entender mais sobre essa atividade e sua missão na sociedade. Tenho a certeza do seu sucesso. Parabéns.

 

24Mai2011. Klinger Sobreira de Almeida, Coronel PMMG. Toda idéia precisa de seus bandeirantes. Os ousados, os audaciosos, os desbravadores, aqueles que conduzem o lábaro, defendem-no até fincá-lo firmemente no sítio conquistado. Se não os tiver, cai no vácuo, evanesce como tênue fio de fumaça, perde-se na poeira do tempo... O bandeirante, em nossa metáfora, é aquele que levanta a bandeira bem alto, torna-a visível, desengancha o cipoal, abre clareiras na mata fechada. Enfim, é aquele que chega ao cume, conquista, e coloca seu pavilhão a dançar nas ondas do vento da verdade. Assim, a ideia triunfa, avança nos horizontes e delineia novos territórios na geografia do saber. Policiologia foi uma ideia, ou uma tessitura de ideias, que emergiu na mente da "inteligência policial", dos homens que faziam polícia com amor naqueles idos dos anos 80: Amauri, Jayro, Alaim, Dias, Euro, Eleutério, Lúcio Emílio e muitos outros (que o tempo decorrido me turva a lembrança ou me encobre os nomes no momento em que escrevo) Policiologia! Uma expressão curta, cunhada por alguns idealistas, mas que carregava e carrega, na sua essência, todo um ideário. Esses idealistas não eram meros intelectuais acadêmicos, sem vivência prática, ao contrário, eram profissionais de polícia testados nas agruras de ásperas e rudes jornadas do cotidiano da vida; sim, da vida para aqueles que cumprem o papel social de prevenir e/ou reprimir o crime. Aqueles policiais cansaram-se de ler pseudoproduções intelectuais, versando sobre polícia, da lavra dos que conheciam polícia apenas pela vertente da literatura, ou daqueles que faziam da polícia um ente demonizado para propagar ideologias liberticidas, ou daqueles políticos enganadores das massas... Então, aqueles policiais, homens da prática, da vida vivida em todas as suas nuances, mas também homens portadores de talento excepcional para as letras, resolveram escrever, difundir ideias, fazer o proselitismo da boa causa, semear a boa semente. No bojo das ideias, vem o enfoque de Polícia como ciência, vem o fazer polícia como técnica avançada, mas, e também, a tática e estratégia com fundo de ciência a incursionar nos campos da arte. Polícia - ciência e arte. Que linda combinação! Policiologia a ciência, e esta foi a especulação. Policiólogo, este o estudioso de polícia, o garimpeiro, o penetrador, o desvendador dos meandros da ciência, mas, concomitantemente, o fazedor de polícia. Policiólogo, o criador da teoria que fez emergi-la não só das elucubrações forjadas longe da realidade palpitante dos entreveros sociais; ao cotrário, podemos situá-lo como o combatente que, ao mesmo tempo que luta ou nos seus oásis de descanso, produz seu diário, reflete sobre as mazelas, relembra seus instantes de lodaçal, e formula conceitos cujas raízes estão na terra dos homens, nos dramas do cotidiano. Reflexões!...

Despertei-me para estas apressadas e rápidas reflexões ao abrir este site e ler o bem apanhado e profundo ensaio do Lúcio Emílio, o estudioso de polícia que sabe por que escreve. Sim, escreve porque busca a verdade. Escreve porque é homem de polícia. Escreve porque pode dizer como o poeta Neruda: Confesso que vivi. Lúcio Emílio é um dos bandeirante do ideário de Polícia ciência. Dos seus escritos substanciosos, e muitos que tem produzido em parceria com meu amigo Amauri, encontramos a gênese da ideia de Policiologia que agora busca seu leito de ciência autônoma. Vai encontrá-lo certamente, e isto já tarda. E Lúcio Emílio com mais este artigo-ensaio que merece leitura por parte da intelectualidade, inclusive e principalmente o segmento policial, conduz a bandeira, rastreando o método para ofertar à novel ciência sua carta de alforria. Parabéns, caro Lúcio Emílio. Sou seu leitor assíduo. Você, certamente corroborado por outros bandeirantes intrépidos, encontrará e delineará, como já delineando está, o método da policiologia-ciência. Com o cordial abraço de amizade aos pioneiros do site.

 

 

17/05/2011. Venâncio da Silva Lima, SD PMMG, Sete Lagoas / MG. A atividade policial me encanta. Muito mais ainda, quando me deparo com um instrumento como este que agora aprecio, o blog Biblioteca Policial. Ver que o meio policial se faz com homens de mentes tão cheias de luz é simplesmente animador.

 

17/05/2011. Gilmar Luciano Santos. Capitão PMMG, Assessor de Projetos da PM-4, EMPM, Belo Horizonte. Mais uma vez o Sr. Cel Amauri, com seu pioneirismo, nos orgulha em sermos profissionais de segurança pública ao abrir um espaço no qual podemos externar nossos conteúdos intelectuais, sobremaneira os de natureza acadêmica, demonstrando que, em seara de polícia quem tem propriedade para argumentar sobre segurança pública é quem realmente está na labuta diária na defesa da sociedade. Parabéns, Comandante!

 

17/05/2011. Herick Limoni, 3º Sargento PM, Contagem/MG. Parabéns pelo pioneirismo dessa iniciativa. Certamente, tal portal servirá de fonte de consulta e discussões para os aplicadores da lei e àqueles que, mesmo não fazendo parte diretamente das instituições que compõem nosso sistema de defesa social, militam e/ou se interessam pelo tema. É grande a expectativa em torno desse importante espaço democrático de consolidação do conhecimento na área da segurança pública.

 

15/05/2011. Marcos Henrique dos Santos. Sub Ten PM QPR, Varginha/MG. Parabéns pela iniciativa!

 

13/05/2011. Lincoln D’Aquino Filocre, Diretor IDESP (Instituto Brasileiro de Direito e Política de Segurança Pública www.idespbrasil.org). O site Biblioteca Policial preenche importante lacuna no espaço das publicações virtuais e representa inquestionável contribuição ao amplo e aprofundado debate sobre a defesa e a segurança social em nosso país. Nossos cumprimentos. Tomamos a liberdade de divulgar a iniciativa aos nossos associados em www.idespbrasil.org .

 

10/05/2011. Jarbas de Sousa Silva, Major Sub Cmt do 15º BPM - Patos de Minas/MG. É com alegria que parabenizo os senhores pela brilhante idéia e pela iniciativa. Não tenho dúvida que a bibliotecapolicial.com.br muito colaborará na comunidade policial no desenvolvimento de trabalhos diversos. Desejo que o sucesso continue da maneira que lhes é peculiar.

 

10/05/2011. José Antônio Coimbra, policial militar, GRSau, 6a. RPM, Lavras-MG. É uma honra ter sido aluno dessas cabeças que pensaram e continuam a pensar sobre as questões policiais em todos os sentidos. Honra-me sobremaneira saber que estes mesmos homens dos quais pude haurir conhecimento e entender como e quão complexa é a atividade policial, ainda estão dando aulas e melhor posso continuar alimentando minha sede de saber através desta nova ferramenta via internet. Aqui na 6ª. RPM, o nosso Sul de Minas, nossos companheiros já conhecem o valor da Universidade Corporativa, www.6rpm.pmmg.mg.gov.br, um portal corporativo com multifacetadas utilidades em funcionamento junto ao público interno e externo, no campo do ensino e treinamento. O acesso ao site da bibliotecapolicial.com.br possibilitará muito mais conhecimento e quiçá interfaces com o site da 6ª. RPM, amplamente aberto a novas formas de acesso a conteúdos programáticos ou de pesquisa. Fico extremamente feliz com esta iniciativa, principalmente, porque estou de volta aos estudos à distância neste manancial da mais moderna forma de aprendizado. Parabéns.  

10/05/2011. Fábio Lopes, TEN PMMG, 3º BPM. Sou Aspirante de 2008 e tive a oportunidade de assistir a uma palestra sobre liderança policial durante o CFO. Produzi uma monografia de conclusão de curso durante o CFO que rendeu frutos. Falei sobre o desconhecimento da tropa sobre a Teoria da Malha Protetora, utilizei como referência bibliográfica a sua obra e a tese do Cel Renato. Já na Unidade, no 3º BPM, tive a oportunidade de por em prática a pesquisa e ministrei um treinamento de 01 mês sobre a Nova Malha Protetora. No Carnaval de Diamantina aplicamos a teoria em sua essência e obtivemos uma redução de 54% nos crimes violentos. Quero escrever um artigo para a revista Alferes sobre isso, pois creio que a Teoria da Malha Protetora é fundamental para o policiamento eficiente. Hoje existem muitas ferramentas e pouca doutrina realmente compreendida. Fala-se muito de técnica, mas pouco de tática. Conceito de Operação. Na monografia apliquei questionários em todos os Batalhões de Belo Horizonte, ninguém conhecia a teoria da Malha Protetora, não sabendo dizer em que esforço atuava, por exemplo. A PMMG produz conhecimento, mas não consegue conscientizar o PM, que executa a atividade-fim de polícia. Ponta da linha. Se quem estiver na ponta da linha estiver consciente de sua missão no contexto operacional (conceito de operação) fica tudo mais fácil. Obrigado.

 

9/5/2011. Wanderson Eustáquio Costa, Diretor de Segurança e Escoltas do COPE. Mais uma vez o Cel. Amauri Meireles saiu na frente. E não seria diferente, digo isso, por conhecer um entusiasta pelo tema e fervoroso defensor da Polícia Penal. Parabéns e obrigado pela valorosa contribuição.

 

09/05/2011. Deivison Vasconcelos. Agente Penitenciário. É com muita felicidade que tomo conhecimento deste conteúdo tão importante para todos empregados da segurança pública, um muito obrigado ao Sr Coronel Amauri, pelo reconhecimento e luta em inserir constitucionalmente o sistema penitenciário na segurança pública através da PEC 308, não há razão em não apoiar esta idéia tão importante para todo País

 

09/05/2011. Henrique Elói do Nascimento - Coronel PMMG. Fiquei honrado e feliz com o convite para o lançamento oficial do site Biblioteca Policial. Ressalto o grande significado desse evento e sobretudo a concretização desta conquista valiosa, tudo graças à iniciativa, a inteligência e o idealismo de dois milicianos admiráveis, estudiosos e dos mais cultos da nossa Corporação. Impossibilitado de estar presente, agradeço o gentil convite e transmito aos diletos companheiros, Cel Amauri e Cel Lúcio Emílio os meus sinceros parabéns e votos de total sucesso.

 

09/10/2011. Jaime de Paula, Tenente Coronel BM Chefe da BM/6. Na sociedade atual, a era da globalização da Informação e do Conhecimento mudou o cenário mundial, propiciando significativas transformações, que envolvem aspectos e dimensões socioculturais, econômicas, tecnológicas e educacionais. Neste contexto a disseminação da informação tem papel importante na construção do conhecimento e na formação da cidadania. Assim, essa iniciativa é um novo ambiente de comunicação, informação, conhecimento e aprendizagem. Felicidades aos senhores Coronéis idealizadores e aos que já contribuíram com a inserção de trabalhos monográficos e artigos diversos.

 

09/05/2011. Leonardo Davy Santo Andre E Silva Boa tarde, Coronéis Amauri e Lúcio Emílio. O site ficou excelente! Dando uma olhada geral nos artigos, percebe-se que cada um é melhor que o outro. Gostei principalmente do artigo sobre Síndrome da Violência Urbana. Está tudo muito claro e compreensível para qualquer leitor. Sugestão: Criar um fórum para debates. Parabéns e muito sucesso! Abraços

 

06/05/2011. Adilson Andrade de Souza, MAJOR BM, SUBCOMANDANTE 7º BBM – MONTES CLAROS. É com grande satisfação que tomo a liberdade de transmitir as felicitações aos senhores pela brilhante iniciativa, que certamente será uma baliza para os pesquisadores, operadores e usuários do Sistema de Defesa Social. Parabéns. Estes são os nossos votos.

 

06/05/2011. Rômulo Berbert Diniz, Coronel PMMG. Caro Cel Amauri, excelente iniciativa. Parabéns. 

 

05/05/2011. Valmir Pereira Chaves, Tenente PMMG. Sou tenente da reserva atualmente e gosto muito de ler. E gostei muito da novidade da "Biblioteca policial" para nosso aprimoramento.

 

05/05/2011. Valmir Alves Barbosa. 1º Sargento PMMG. Espetacular e visionário! Parabéns aos senhores coronéis idealizadores pela iniciativa e empreendedorismo. Fico muito feliz em lembrar que as primeiras palavras verdadeiramente sábias ouvidas de um policial foi na aula inaugural proferida pelo então Sr. Ten Cel Lúcio Emílio, quando da minha apresentação como recruta na "célula máter" (5º BPM), em 1992.

 

05/05/2011. Adriano Santana, Soldado PMMG. Acredito que este site pode ser um grande aliado a todos os policiais, pois através deste temos oportunidade de ampliar nossos conhecimentos e interagir-nos. Oportunidade como esta de obtermos mais conhecimentos e podermos expressar nossas idéias devem em todas as esferas ser amplamente divulgada. Espero com certeza ser mais um colaborador e divulgador deste site.

 

04/05/2011. Alberto Afonso Landa Camargo, Coronel RR Brigada Militar RS. Parabenizo-lhes pela iniciativa, sem dúvidas um trabalho que permite discussões sobre um dos assuntos mais relevantes na atualidade: a segurança pública. E como a dialética amplia o conhecimento, está aí, quem sabe, um dos maiores valores do trabalho dos senhores.

12/04/2011. Acabo de abrir e navegar, ainda que superficialmente, por este excelente site "bibliotecapolicial.com.br" de autoria de vocês. De vocês, não tão velhos companheiros de PM, eu só poderia esperar algo com tal requinte de qualidade. Realmente vocês estão explorando o meio de comunicação mais rápido e adequado, para levar suas idéias e de outros autores, certamente tão brilhantes, ao nosso universo policial e, certamente, muitos responderão com muito úteis textos. Alguns dos artigos e o livro escrito por vocês eu já havia lido anteriormente. Outros, de autores civis e do nosso competente companheiro de PMMG, Cel Klinger, lerei proximamente. Parabenizo-os pela iniciativa e pela qualidade apresentada. Tendo vocês à frente e com autores tão competentes, tenho certeza de que o sucesso será pleno e rápido. E, o mais importante, espero que as ideias que vierem a ser aqui expostas, por muitos e sabidamente competentes autores policiais civis e militares, possam vir a ser úteis ao planejamento e operacionalização da segurança pública mineira, em primeiro plano, e brasileira, pelas autoridades governamentais. Abraço-os efusivamente com saudação miliciana. Antônio Egg Resende - Cel PM Reformado

12/04/2011. Prezado amigo Cel Amauri; Em primeiro lugar quero lhe dar os parabéns pela iniciativa de criar um site com assuntos e temas de Segurança e Defesa Social. Já me cadastrei e realmente quero receber notícias e visitarei o site freqüentemente, pois são textos e artigos escritos por quem conhece Segurança. Mais uma vez o Sr. esta de parabéns. Atenciosamente, Dr Flávio Moreira, Delegado de Polícia.

12/04/2011. Caro amigo Amauri. Tenho acompanhado os seus artigos e você continua o mesmo pesquisador quando na ativa; com certeza tem contribuído com os jovens PM e com a sociedade em geral. Aplaudo, também o seu projeto, junto ao Lúcio Emilio, que, por sinal, quando comandei a Academia, foi responsável pela Seçâo de Pesquisa, contribuindo, sobremaneira com o meu comando e com a PM,pois é detentor de brilhante inteligência. Vocês dois estão na melhor época de maturidade pessoal e profissional, colocando os seus talentos em benefício de uma sociedade tâo violenta e descomprometida. Cumprimente o Lúcio por mim, e a você, caro irmâo, receba o meu abraço fraterno, extensivo á Márcia e filhas. Maurílio Modesto Cunha, Coronel PM

12/04/2010. Srs Oficiais. Cumprimentando-os guturalmente, remeto dois arquivos para apreciação e possível publicação no site. José Jorge de Carvalho, Capitão PM Prezado Cel Amauri. Agradeço a oportunidade de contribuir com esse importante esforço, e espero que nossa divulgação nas redes de Inteligência surta o efeito multiplicador necessário a alavancar, rapidamente, um número substancial de acessos de qualidade. Mantenhamos contato. Forte abraço. Atenciosamente, Cláudio Andrade Rêgo. ESCOLA SUPERIOR DE INTELIGÊNCIA


24/03/2011. Prezado amigo e companheiro Amauri. Parabenizo ambos os companheiros pela excelente idéia e magnífica iniciativa. Já estou divulgando a todos os meus contatos da área policial. Parabéns e um fraternal abraço. Flávio Luiz Lobato, Coronel PM.


24/03/2011. Prezado Cel Amauri Meireles. Obrigado pelo convite e parabéns pela iniciativa. Gostaria de poder apresentar aos Senhores Projeto em desenvolvimento no âmbito da AOPMBM e que vai de encontro com o mesmo fim, tendo uma vertente de intercâmbio nacional e internacional de produções científicas e envio e recebimento de Policiais Militares e especialistas para discussões temáticas. A porta de entrada desta parceria internacional já está sendo feita com o Consulado da Espanha, sediado aqui em BH. Contamos com um apoio do Comando da PM e da APM, especialmente o CPP, o que vai nos ajudar em muito nos avanços e operacionalização das propostas. Como ainda faltam providências que ainda estão em curso, entendo que nossas propostas convergem e por isto entendo que uma eventual parceria pode ser bom para todos nós. Aguardo vossa avaliação. Independente de tudo, apoio incondicionalmente vossa proposta original. Att, Maj Ronaldo.


26/03/2011. Comandante. Excelente iniciativa. Já repassei para militares do CBMMG. Sugiro-lhe pensar em incluir assuntos de bombeiros, cuja pesquisa também é ampla, o que necessitaria de uma biblioteca própria ou inclusão na designação da atual biblioteca. Teixeira, Coronel BM

04/04/2011. Olá Amauri. Que boa noticia me é dada. Todos os meus trabalhos estão à disposição. Desde já estou lhe mandando os que tenho digitalizados em PDF. Peço incluir, é mera sugestão, um "cantinho" para inserção de romances, crônicas, mais com cunho literário, que enfoquem o lado do trabalho policial. Outro cantinho seria de "Questões Judiciais", onde poderemos dar noticias de nossa atuação na Justiça, em casos que envolvam a Corporação. Já estou remetendo cópia do mail para o nosso Presidente Sá Ribas, da AMEBRASIL, e tenho certeza que ele disponibilizará ou se empenhará nisso, referente à magnífica Policia Militar do Paraná. Abs. José do Espírito Santo, Coronel PM

04/04/2011. Repasso e endosso pela iniciativa excepcional, lembrando que o Coronel Amaury é umas vozes mais coerente, independente e competente da temática de Segurança Pública e Defesa Social. Dr. Ronaldo Cardoso Alves, Delegado de Polícia.

04/04/2011. Parabéns pela iniciativa. Fique à vontade para publicar o que quiser. Abração. Claudionor Morais Filho, Coronel PM

04/04/2011. Prezado Amauri. Inicialmente agradecemos pela oportunidade. Parabenizamos pela iniciativa tão necessária e autorizamos a inclusão do trabalho indicado. Vamos divulgar para alguns contatos. Um grande abraço. Marcos Aurélio Machado, Coronel PM

04/04/2011. Caros Amauri e Lúcio Emílio. Boa tarde! Meus cumprimentos pela iniciativa da criação do site. Já era hora desse salto para a informação eletrônica, principalmente por vocês dois, os grandes policiólogos de nossa Corporação. De minha parte, apenas tenho as duas monografias na APM - do CAO e do CSP - e alguns trabalhos, um deles com na cadeira do Lúcio Emílio e que me valeu o primeiro lugar no CSP. Não estão digitalizados, mas se servirem, fiquem à vontade e dou-lhes procuração e poderes para os inserirem em seus site e me darão muito orgulho. Att,.Osvaldo Miranda, Coronel PM

03/04/2011. Caro Amauri.Você, como sempre, não para. Movimenta-se. Impulsiona. Escreve. Provoca. Desperta... O eixo: Polícia. Este tema tão maltratado pela curiosidade de certa "inteligência", às vezes com distorcidas interpretações ideológicas, mas que encontra no meio da intelectualidade de policiais escassez de respostas convincentes e substanciosas. Você, ao contrário, mesmo de armas ensarilhadas, tem sido o arauto: a voz que não cala. Parabéns, a você e Lúcio Emílio, por mais essa iniciativa: abertura de uma nova frente de exposição de ideias. Certamente, o patamar que você me colocou nesse contexto é exagero; é mais produto da amizade. Porém, relevado esse aspecto, estou pronto a colaborar naquilo que me for possível. De início, fica você autorizado a incluir no site qualquer artigo ou ensaio de minha autoria que esteja digitalizado na APM. Talvez meu site, que está meio abandonado, tenha algo: klingeralmeida.sites.uol.com.br - Além disso, uma sugestão para avaliar. Você se lembra daquele caso dos irmãos Piriás? Foram mortos numa resistência à ação policial no Natal de 1978, muito bem organizada e comandada pelo então Major Jurandir Marino. Presidi o IPM. O representante do Ministério Público e o Juiz Auditor aceitaram a tese, clara e manifesta, da excludente de criminalidade: estrito cumprimento do dever legal. Após isto, certa "inteligência" carente de bons bandidos para sacralizar, tentaram metamorfosear os Piriás como heróis sociais: filme e narração distorcida dos feitos criminosos. Há pouco meses, navegando na internete, deparo-me com uma dissertação de mestrado sobre os Piriás, pretendendo, através de referências tolas e insubsistentes, transformá-los em lendários bandidos sociais. A autora só não consultou a fonte correta: o inquérito policial. Estive pensando em inserir o Relatório do IPM + o Relatório do Promotor no meu site. Pelo menos abriria uma verdade para rebater os açodados defensores de facínoras. Caso você entenda conveniente posso lhe repassar cópia dos dois documentos. Colocando-me à disposição do amigo, envio-lhe meu abraço. Klinger Sobreira de Almeida, Coronel PM.

Envie-nos também o seu depoimento sobre a Biblioteca Policial.


Biblioteca Policial
Rua Alagoas, N 976 - Ap 01, Savassi - Belo Horizonte - MG
E-mail: contato@bibliotecapolicial.com.br | Website: www.bibliotecapolicial.com.br
2017 Copyright Biblioteca Policial
Biblioteca Policial
Rua Alagoas, N 976 - Ap 01, Savassi - Belo Horizonte - MG
E-mail: contato@bibliotecapolicial.com.br | Website: www.bibliotecapolicial.com.br
2017 Copyright Biblioteca Policial